sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Tudo ou nada!

Tive umas férias (forçadas) demasiado prolongadas. Para além de descansar, descontrair estar mais tempo com pessoas queridas, aproveitei para adiantar algum trabalho.

Quando o emprego surgiu, felizmente na altura prevista, eu esperava que, embora intensivo, fosse calmo por já ter preparado muita coisa. Acontece que do nada passei ao tudo... Outra ocupação que tinha e que estava previsto reduzir na altura de começar o emprego, intensificou-se substancialmente.

Senti-me no limite das minhas energias. Não é que o volume de trabalho fosse assim tão esmagador. Mas é trabalho de ocupar o cérebro com muitos assuntos e pessoas diferentes. Requer muita energia e atenção.

Às vezes é curioso sair de uma sala com vários miúdos, maioritariamente do 5º e do 6º ano, e ir a "correr" (em cima de quatro rodas) dar formação a adultos. Pergunto-me se nunca terei cometido a gafe de me dirigir assim aos crescidos: "vá lá MENINOS, estejam com atenção" (tal é o hábito durante as horas que antecedem a formação).

Agora é altura de distrair um pouco e de alivar da correria dos últimos tempos... (Ter tempo para jantar sem estar constantemente a olhar para o relógio, já é um bom começo). Mas também preciso de acabar umas coisas pendentes e adiantar um bocadinho o que vem a seguir. Ai os testes para corrigir... são mais de 60.

Apesar do que há para fazer, nestes dias terá que haver um tempinho para deixar acontecer Natal. Tempo, dedicação, acolhimento, estar com, partilhar, ser eu!